123

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Mataram o Paraíba, liderança sem terra em Rondônia.

Orlando Sales, o Paraíba.
 por CPT-RO
Ontem, 29 de novembro de 2012, morreu atingido por três disparos Orlando Pereira Sales, o Paraíba, liderança do Acampamento Paulo Freire 3 de Seringueiras. Segundo as informações recebidas pela CPT RO, ele morreu depois de ser atingido por dois disparos de rifle e um projetil de calibre 22 na cabeça. Os agressores fugiram numa moto escura do local.O delegado Agrário da região, Dr ìcaro, confirmou o fato e informou que polícia civil e militar de Rolim de Moura tinham se deslocando até o local onde ele foi atingido, para realização da perícia criminal.

O fato aconteceu no Assentamento Chico Mendes, em Presidente Médici, onde o Paraíba tinha sido assentado pela reforma agrária, e onde voltou após o grupo de famílias de Seringueiras que liderava ter sido despejados judicialmente pelo fazendeiro Sebastião de Peder, titular da fazenda Riacho Doce. A área, terra pública sem documentação, vem sendo reivindicada pelo INCRA e um grupo de 82 famílias tinham permanecido morando e trabalhando por dois anos no local, sendo despejados em 13 de setembro de 2012. 

Esta é a sexta morte violenta por causa de conflitos agrários registrada este ano no estado de Rondônia.

O Paraíba antigamente tinha formado parte do Movimento Sem Terra (MST), e após sair do movimento tinha liderado a criação de acampamentos independentes de sem terra, sendo uma liderança controvertida.

No Paulo Freire 3, em Seringueiras, o dia 01 de agosto de 2011 o Paraíba e outra liderança  foram atingidos por um disparo ma perna, após um confronto no acampamento Paulo Freire, onde os dirigentes tentavam evitar a venda de demarcações por alguns elementos do grupo. Os suposto atiradores, dois irmãos, foram detidos e entregues a polícia, porém permaneciam soltos até agora.

Após o acampamento sofrer impunemente diversos atos de pistolagem, no começo do ano o Paraíba passou a sofrer graves ameaças e intento de assassinato, devendo fugir do local o dia 14 de março. No mesmo dia registrou queixa na Delegacia de Seringueiras e no dia 15 no MP em São Miguel do Guaporé. Neste dia 15 de março à noite outro agricultor de Seringueiras, José Barbosa da Silva, foi assassinado na rodoviária de Seringueiras após ser confundido com o Paraíba. Um pistoleiro conhecido como Martimar Pereira Miranda, é um dos suspeitos desta morte, estando preso por porte ilegal de armas em São Miguel do Guaporé, e teria sido solto faz poucos dias. 

Já em a companheira dele, Teolídes Viana dos Santos de 43 anos de idade, está recuperando de graves feridas na cabeça, depois de intento de homicídio por três golpes de foice, pela manhã do dia 04 de agosto de 2012, apesar do grupo de 45 famílias liderado pelo Paraíba ter aceito acordo pacífico em Audiência Pública da Ouvidoria Agrária realizada no dia 01/08/1. 

Um grupo de 45 famílias continua acampado nas proximidades da fazenda Riacho Doce, que recentemente tem denunciado estar sofrendo alguns episódios violentos por jagunços armados. 

A gravidade dos atos de violência acontecidos em Seringueiras foram denunciados ao MPF de Porto Velho e a Procuradora Renata Ribeiro Baptista  abriu inquérito civil sobre os mesmo o dia 15 de Outubro de 2012

fonte: http://cptrondonia.blogspot.com/

3 comentários:

  1. Nossa Homenagem a ORLANDO PEREIRA SALES DO MST, O PARAIBA COMPANHEIRO em Rondônia.
    Igual a Chico Mendes e Dorothy Stang Sacrificados pela Reforma Agrária no Brasil.

    O PARAIBA COMPANHEIRO, ORLANDO PEREIRA SALES DO MST.

    Um Líder determinado, em uma luta tão danada.
    Com 3 tiros assassinado, em numa sina desalmada.
    É o padecer por inteiro, é o povo num eterno sofrer.
    O Paraíba Companheiro, Orlando Pereira Sales do Mst.

    A Paz não esta garantida, ainda não há o descansar.
    São uma gente tão sofrida, de o Dominador matar.
    Um Crime Vil rasteiro, que faz a Justiça retroceder.
    O Paraíba Companheiro, Orlando Pereira Sales do Mst.

    Chico Mendes Assentamento, um nome abençoado.
    Ainda não há alento, e vai o campesino crucificado.
    Pro camponês Brasileiro, uma luta infinita como que.
    O Paraíba Companheiro, Orlando Pereira Sales do Mst.

    Por três tiros atingido, Paulo Freire assentamento.
    Um assassinato vendido, ao povo todo sofrimento.
    É um sofrer verdadeiro, que nos é imposto pra viver.
    O Paraíba Companheiro, Orlando Pereira Sales do Mst.

    Para a Justiça Prevalecer, só irmãos e forças a somar.
    O Humano ante o sofrer, deve distribuir e partilhar.
    E no momento derradeiro, mostrar só a Deus temer.
    O Paraíba Companheiro, Orlando Pereira Sales do Mst.

    O Brasil esta mudando, mais muito precisa melhorar.
    Estão ao povo Matando, pra impedir mais organizar.
    Sempre tem um Carniceiro, com seu serviço a vender.
    O Paraíba Companheiro, Orlando Pereira Sales do Mst.

    Pra desmontar o movimento, e a Justiça desmoralizar.
    É o Pão do sofrimento, que o povo tem no alimentar.
    É do bandido arengueiro, pro Povo de Deus perder.
    O Paraíba Companheiro, Orlando Pereira Sales do Mst.

    Estamos todos de passagem, em prova de Humanidade.
    Ao sofrido nossa homenagem, Anjos da boa Vontade.
    Cada Irmão é um mensageiro, Vida é Dom pra defender.
    O Paraíba Companheiro, Orlando Pereira Sales do Mst.

    Azuir Filho e Turmas de Amigos: do Social da Unicamp, Campinas, SP,de Rocha Miranda, Rio de Janeiro, RJ e de Mosqueiro, Belém do Pará.

    ResponderExcluir
  2. Agradecemos a divulgação por favor citar a fonte e autoria da CPT RO.

    ResponderExcluir