123

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Não existe o 13º Salário.


Nunca tinha pensando sobre este aspecto. Brilhante, de fato!

Os trabalhadores ingleses recebem os ordenados semanalmente! Mas há sempre uma razão para as coisas e os trabalhadores ingleses, membros de uma sociedade mais amadurecida e crítica do que a nossa, não fazem nada por acaso! Ora bem, cá está um exemplo aritmético simples que não exige altos conhecimentos de Matemática, mas talvez necessite de conhecimentos médios de desmontagem de retórica enganosa. Lembrando que o 13º no Brasil foi uma inovação de Getúlio Vargas, o “pai dos pobres” e que nenhum governo depois do dele mexeu nisso.

Porquê?  - Porque o 13º salário não existe.

O 13º salário é uma das mais escandalosas de todas as mentiras dos donos do poder, quer se intitulem “capitalistas” ou “socialistas”, e é justamente aquela que os trabalhadores mais acreditam. Suponhamos que você ganha R$ 700,00 por mês. Multiplicando-se esse salário por 12 meses, você recebe um total de R$ 8.400,00 por um ano de doze meses. R$ 700,00 X 12 = R$ 8.400,00

Em Dezembro, o generoso patrão então paga o conhecido e comemorado 13º salário.

Com esse aparente bonus, o trabalhador recebe no ano R$ 9100.00. Ou seja: R$ 8.400,00 (Salário anual) + R$ 700,00 (13º salário) = R$ 9.100,00 (Salário anual mais o 13º salário)


Façamos agora um rápido cálculo aritmético: R$ 700,00 (Salário mensal), dividido por 4 (semanas do mês)
= R$ 175,00 (Salário semanal)

O ano tem 52 semanas (confira no calendário se tens dúvida!). Se multiplicarmos R$ 175,00 (Salário semanal) por 52 (número de semanas anuais) o resultado será R$ 9.100,00. 

O resultado é o mesmo valor do Salário anual mais o 13º salário. Surpresa??? Onde está, portanto, o 13º Salário?

Daí que não existe nenhum 13º salário. O patrão devolve o que sorrateiramente foi tirado do salário mensal. Usou o dinheito do trabalhador como seu capital de giro e não pagou juros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário