123

terça-feira, 10 de abril de 2012

Cuba e a reorganização do PCdoB

Existem na história da esquerda brasileira certas passagens praticamente desconhecidas. Uma delas diz respeito às relações estabelecidas entre os dirigentes revolucionários cubanos e o Partido Comunista do Brasil durante os primeiros anos de sua reorganização (1962-1964). Pouquíssimas pessoas sabem, por exemplo, que foi o pequeno PCdoB que editou, pela primeira vez em nosso país, as obras de Che Guevara e Fidel Castro. Também quase nada se diz sobre a influência cubana na construção da teoria da revolução e, mais precisamente, da concepção de luta armada dos comunistas naquele breve período. Este artigo procura jogar um pouco de luz sobre aquele episódio.

Desde 1958 a maioria do Comitê Central do Partido Comunista do Brasil (então PCB), seguindo a linha do XX Congresso do Partido Comunista da União Soviética (PCUS), passou a advogar a transição pacífica para um novo regime social. Uma ala revolucionária, encabeçada por João Amazonas, Maurício Grabois e Pedro Pomar, defendia que uma mudança de regime só poderia se dar através de uma revolução.

continuar lendo>> http://pagina13.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário