123

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Reunião discute a criação dos assentamentos em Corubiara.

Sobreviventes do massacre de Corumbiara.
Na manhã desta sexta-feira (01/12) estão reunidos na Câmara de Vereadores de Vilhena para discutir o assentamento de famílias de trabalhadores rurais sem-terra na fazenda Santa Elina, o ouvidor agrário nacional, desembargador José Gercino da Silva Filho, o superintendente do Incra em Rondônia, Carlino Lima e lideranças dos movimentos sociais da região.

No imóvel “Santa Elina” existem hoje três fazendas: Maranatá, Água Viva e Nossa Senhora Aparecida. A área relativa às duas primeiras foi desapropriada pelo Incra neste ano e agora aguarda a imissão na posse pela Justiça Federal para a criação de dois assentamentos com capacidade média para 400 famílias.

Conforme acordo entre a Presidência da República e o Comitê em Defesa das Vítimas de Santa Elina (Codevise), serão assentados com prioridade as vítimas comprovadas do Massacre de Corumbiara. Em segundo lugar, serão assentadas as famílias de trabalhadores rurais sem-terras dos acampamentos Cambará, Zigolândia e Rio das Pedras. Eventuais vagas serão disponibilizadas para famílias de trabalhadores rurais sem-terras da região de Corumbiara. Todos devem preencher os requisitos exigidos pelo Programa de Reforma Agrária, como não ser funcionário público, comerciante, ex-beneficiário de terras públicas, entre outros.

O momento atual é de cadastrar as famílias, fazer a triagem junto aos órgãos públicos para verificar a situação dos candidatos e realizar a demarcação provisória dos lotes.

Na reunião serão sanadas as dúvidas dos interessados para a continuidade do trabalho técnico do Incra. Participam também o presidente da Comissão de Ética do Incra, Cláudio Braga, o assessor da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, Ailson Silveira Machado, a procuradora federal do Incra/RO, Renata Carvalho e a ouvidora agrária regional, Márcia Pereira.

fonte: Assessoria de Imprensa do INCRA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário