123

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Rondônia precisa de uma JPT socialista, militante e de massas: A esperança é vermelha!

Felipo Russo.
Uma vez mais a juventude petista se reúne para definir seus rumos. Mas agora é diferente. Temos de consolidar a autonomia política e organizativa de um novo modelo de organização dos jovens no PT em Rondônia .

Este momento da JPT integra um movimento histórico mais amplo. Além de combater o envelhecimento partidário e garantir a renovação de gerações, trata-se de criar os mecanismos para que a novas gerações deste início do século XXI consigam modificar positivamente as circunstâncias deixadas pelas gerações precedentes e assumam a construção do socialismo em melhores condições.

Neste sentido, a construção da JPT- RO poderá contribuir sobremaneira na superação dos problemas políticos e organizativos vividos pelo partido atualmente. Segundo a resolução do III Congresso do PT, “a juventude pode cumprir um papel estratégico no partido no sentido de superar as velhas práticas e formar uma nova geração de dirigentes comprometidos com a reconstrução do PT como um partido socialista, democrático, militante, dirigente e de massas”.

A conjuntura.

A presente crise do capitalismo tem como foco principal os países centrais do sistema, o que afeta inevitavelmente as diferentes regiões do mundo. Mas parte dos países em desenvolvimento tem conseguido resistir e vem mantendo o curso do desenvolvimento.

A forte influência da esquerda na América Latina e Caribe, por sua vez, possibilita que essa região se torne um dos pólos do combate de natureza geopolítica em curso no mundo, inclusive porque apresenta tendências favoráveis para a reconstrução de alternativas socialistas.

No Brasil, a conquista da presidência da República pelas forças socialistas, progressistas e democrático-populares promoveu mais democracia, melhor qualidade de vida, soberania nacional e integração sul-americana. Hoje há mais gente alfabetizada, mais serviços de saúde, menos fome e pobreza, menos desigualdades regionais. Há mais direito à moradia e à terra, mais igualdade de gênero, mais respeito à diversidade e aos direitos humanos.

Mas esses avanços ainda não se tornaram estruturais, não se converteram num outro modelo de desenvolvimento. A sociedade continua polarizada sem que a alternativa progressista de desenvolvimento tenha imposto uma vitória decisiva sobre a alternativa conservadora e possa ser transformada numa alternativa democrático-popular. Na prática, o bloco progressista e democrático-popular não conseguiu superar plenamente a herança neoliberal.

“É preciso mais enfrentamento político e ideológico com o grande capital privado, com a grande mídia e com os partidos de direita. É necessário mais partido e mais luta social.”

O governo Dilma é de continuidade ao Governo Lula porque se trata de consolidar as conquistas do governo Lula, que levaram o país a viver um dos melhores períodos de sua história. Mas também é de mudanças, porque essa crise global capitalista está mostrando ter recidivas variáveis e ser prolongada, causando mudanças importantes nos cenários internacionais.

A legitimidade e a prioridade das questões sociais exigem um esforço ainda maior do que o realizado pelo governo Lula para atendê-las. Para dar continuidade e aprofundar as conquistas do governo anterior, é necessário mais força política e são necessários mais recursos à disposição do Estado. Portanto, é preciso mais enfrentamento político e ideológico, com o grande capital privado, com a grande mídia e com os partidos de direita. Assim como é necessário mais partido e mais luta social.

Nosso desafio.

O nosso desafio esta pautado em um partido voltado a esquerda com a cara da juventude onde essa juventude esteja dialogando com a os movimento sociais de frente usando e levando o nome do Pt para onde for sem mascaras.

Nossa missão estratégica hoje e forma uma nova juventude dentro de uma conjuntura, socialista, e queremos, que essa juventude conviva com a pratica não só com discursos, mais em seu dia á dia a pratica socialista.

Dentro de um partido socialista e não queremos encera nossa juventude somente em tempos de disputa eleitoral ou como carregadora de bandeiras coisa que vivemos hoje ou como massa de manobra. Queremos sim, esta junto lado a lado com nossos meliantes jovens não somente em massas querendo que esses jovens estejam nos aplaudido pos a construção do socialismo e feita lado alado homem a homem mulher a mulher essa e nossa deferência, e por isso dizemos:  
A  ESPERANÇA E VERMELHA !!!...

Nenhum comentário:

Postar um comentário