123

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

O escândalo da segurança dos ex-governadores.

Em Rondônia os ex governadores, além de salário vitalício, também são assistidos com segurança particular garantida pelos cofres públicos. São dois oficiais, 28 soldados, 02 caminhonetas tipo Hilux, cabine dupla completa, e, claro, armamento, tudo da nossa Polícia Militar. Até o João Cahulla, que ficou no mandato por apenas 8 meses, tem essa mordomia paga com recurso público que tanto falta faz na saúde e educação, e que parece sobrar na segurança pública aos olhos dos legisladores estaduais.

Para acabar com essa farra injustificável, o deputado Hermínio Coelho (PT) bem que tentou fezer o seu papel. Apresentou projeto de lei que revogava a lei nº 2255, de 03 de março de 2010, a qual dispunha sobre esse vergonhoso privilégio da segurança de ex-governadores do Estado de Rondônia. O projeto de Hermínio era de grande relevância pelo aspecto ético, moral, preocupação com a coisa pública e respeito ao cidadão que paga, religiosamente, os seus impostos. Porém 14 outros deputados preferiram manter a mordomia.

Inacreditável... como os deputados fizeram isso??

No último dia 14 de setembro,  conforme relação levantada na ALE, catorze meninos “danadinhos” (Lourival Amorim, Jaques Testoni, Marcelino Tenório, Neodi, Luiz Cláudio, Ribamar Araújo, Luizinho Goebel, Valdivino Tucura, Marcos Donadon, Ana da 8, Jesualdo Pires, Lebrão e Glaucione), todos bem vestidinhos de deputados e deputadas estaduais, e sob a orientação do líder do governo, Edson Martins, não se constrangeram em votar pela manutenção da chamada Segurança de Ex Governadores. 

Trata-se de um vexatório privilégio mantido por suas excelências, os deputados estaduais acima relacionados, aos ex governadores do Estado de Rondônia que possuem “inimigos” em excesso pelo exercício probo do Executivo local. Na verdade, um miminho extra, além do salário vitalício, pago pelos contribuintes rondonienses, a disposição do Senador Cassol e o Senhor ex governador, por longos oito meses, João Cahula...
  
E a segurança do povo?

Para se ter uma idéia, esses dois cidadãos têm a sua disposição mais Policiais Militares do que 41 municípios de Rondônia com até 33 mil habitantes. A população de cada uma dessas cidades possui menos de 30 policiais para cuidar da segurança de todo o povo local. Reparem bem no que estamos falando e ousemos comparar: O distrito de Jacy Paraná, a 90km da capital, onde se constrói hoje a hidrelétrica de Jirau, possui uma população flutuante de 20 mil pessoas, com graves problemas de prostituição em todas as idades, drogas, violência e outras mazelas a espera de compensações que realmente compensem. Para lá, o poder público garante 5 PMs... Vale do Anari, com 10 mil habitantes, possui 08 PMs e Machadinho, com mais de 31 mil habitantes, possui 26 PMs.

Os ex presidentes da República do Brasil, só para comparar, possuem o direito a 4 seguranças. Por qual misteriosa razão, os nobres deputados acham que o nobilíssimo senador Cassol tem direito a 18 PMs, 02 caminhonetas tipo Hilux, cabine dupla completa, e custeamento de armamento? Teria sido sua administração tão persecutória que agora ele tem medo até da sombra? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário