123

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Desmatamento e violência andam juntos na Amazônia.

por Padre Ton.
Os pesquisadores André Sant’Anna e Carlos Young, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, ao analisarem as possíveis relações entre a violência e o desmatamento da Amazônia são taxativos ao afirmar que a relação demonstrada pode ser compreendida como duas faces de uma mesma moeda, revelando, assim, o processo de exclusão a que estão submetidos os grupos humanos que não têm qualquer garantia legal de permanência nas áreas que ocupam secularmente e que delas fazem uso sustentável para manutenção de suas famílias.

Portanto, a onda de assassinatos que presenciamos na Amazônia é o recrudescimento de ciclos repetidos de exploração de recursos naturais, sempre acompanhados de violência. A falta de um marco regulatório que dê preferência às populações tradicionais para destinação das terras públicas é, sem dúvida, uma das causas da violência, uma vez que incentiva a grilagem e a corrupção nos órgãos responsáveis pela gestão desse importante patrimônio público, mas não explica o fenômeno inteiro.

A ação governamental com a finalidade de promover a paz na região deve ir além da simples transferência de terras públicas para o domínio privado, como vem sendo feito timidamente. Defendo uma presença maior e mais constante do poder público, especialmente do governo federal, representado por civis no interior da Amazônia, não apenas para assegurar uma repartição justa dos recursos naturais entre os que ali vivem, mas principalmente para garantir que as futuras gerações terão o direito de usufruir dos mesmos serviços proporcionados pelos ecossistemas naturais.


leia o artigo completo em:
http://www.tudorondonia.com/noticias/desmatamento-e-violencia-andam-juntos-na-amazonia--padre-ton,22328.shtml

(*) Deputado federal pelo PT de Rondônia

Nenhum comentário:

Postar um comentário