123

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Novo código florestal desmoraliza multas já aplicadas pelo IBAMA.

Fiscais do IBAMA em serviço.
Segundo relatório do IBAMA obtido pelo jornal O Estado de S. Paulo, menos de 1% do valor das multas aplicadas por infrações ambientais chegam efetivamente aos cofres públicos. O documento publicado traz um panorama das autuações feitas entre 2005 e 2010. O porcentual médio de multas pagas no período foi de 0,75%. No ano passado, o índice foi ainda menor - apenas 0,2%.

Significa dizer que os cofres públicos tem 99% de multas aplicadas que precisam ser cobradas e executadas. Por isso tem tanta gente interessada em modificar o Código Florestal e de quebra anistiar as multas já aplicadas.

Não discordamos que tem certos aspectos que precisam ser ajustados no Código Florestal, porém perdoar, anistiar, suspender, prorrogar, ou qualquer outro termo que se use para calote nas multas; o povo brasileiro não pode admitir. Capitalista não tem consciencia ambiental, e isso não lhes dói. O que dói e o faz pensar é um desencaixe de dinheiro. A quem interessa desmoralizar o IBAMA??

Nenhum comentário:

Postar um comentário