123

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

O socialismo não cai do céu

Nenhum novo sistema económico cai do céu ou emerge, de forma perfeita e completa, de concepções de intelectuais. As novas forças produtivas e relações sociais de produção nascem dentro e em oposição à sociedade já estabelecida. Nenhuma sociedade se encontra plenamente formada nas suas origens.
Uma nova sociedade nasce, necessariamente, de forma defeituosa. Inicialmente estrutura-se na base de elementos da antiga sociedade. Marx enfatizou que a sociedade socialista que nasce do capitalismo está marcada indefectivelmente, tanto "económica como moral e intelectualmente pela velha sociedade".
No fundo da concepção dialéctica de Marx encontra-se o reconhecimento de que uma nova sociedade, necessariamente, nasce de forma defeituosa e que justamente desenvolve-se para transformar os seus antecedentes históricos, para transcender os seus defeitos. Só quando a nova sociedade consegue assentar sobre as suas próprias bases, só quando se constrói a partir das premissas que ela mesma constrói, é que podemos apreciar o potencial que nela está presente desde o princípio. Marx entendia este processo como aquele em que lutamos para nos libertarmos a nós próprios da ganga da antiga sociedade.

veja mais no site: http://resistir.info/venezuela/lebowitz_p.html

ou baixe o pdf em: https://docs.google.com/fileview?id=0B4lCzeBu2ocTNGM1NzM0ZDctOTY0Zi00NTA2LTk3NWItM2VmZWYxMTUwOWMy&hl=pt_BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário