123

sexta-feira, 19 de março de 2010

Mais uma mentira da revista Veja.

Desesperada para criar factóides que possam atingir o Partido dos Trabalhadores a revista Veja mente mais uma vez. Em sua última edição tenta incriminar o tesoureiro do partido João Vacari Neto requentanto uma pseudo acusação que teria sido feita pelo doleiro Lúcio Funaro em 2008. O portal de notícias G1, que a princípio fez coro com a revista ressonando o factóide, publicou hoje a nota oficial do Ministério Público Federal desmentindo que tenha havido esta denúuncia. Abaixo transcrevemos parte das matérias:
"De acordo com a "Veja", Vaccari era peça "fundamental" para arrecadação de dinheiro no partido entre 2003 e 2004, verba que teria sido utilizada no esquema de pagamento a parlamentares da base aliada para que votassem a favor do governo." (Globo.com)

"O Ministério Público Federal de São Paulo (MPF-SP) informou hoje, em nota oficial, que o material que recebeu da Procuradoria-Geral da República (PGR) e que embasou a denúncia contra o doleiro Lúcio Bolonha Funaro por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro não faz nenhuma menção ao ex-presidente da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) João Vaccari Neto, atual tesoureiro do PT. O depoimento foi colhido em 2008 como parte do processo do mensalão. " (Globo.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário